Alegria é fruto do Espírito posição de quem já venceu (Eliezer Rodrigues)

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO


Existem 5 tipos de empresas:
•Aquelas que fazem as coisas acontecerem;
•Aqueles que acham que fazem acontecer;
•Aquelas que observam as coisas acontecerem;
•Aquelas que se surpreendem quando as coisas acontecem; e
•Aquelas que não sabem o que aconteceu."

"Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas.
Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota.
Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas." A Arte da Guerra.

Diante e tantos conceitos de Planejamento Estratégico, na realidade o verdadeiro planejamento é aquele que quando colocado em pratica gera resultado esperado. Mas o que fazer para que isso ocorra. As necessidades existentes são a falta de capital humano? cultura? técnicas falhas?. Precisamos conhecer o planejamento estratégico a fundo pois o insucesso dos planejamentos se resume nesta dúvida.


PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO  ou PENSAMENTO ESTRATÉGICO ?

Eis a questão!!!

44 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que para se ter um bom planejamento estratégico, faz-se necessário analisar todas as áreas da organização, seu ambiente interno e externo, identificar pontos fortes, fracos. Uma empresa com estratégia sabe os meios que vão ser utilizados para se chegar ao objetivo, possui diretrizes, mantém o foco. As necessidades citadas exitem porque o ambiente não é analisado de forma detalhada, impossibilitando identificar os diversos fatores que afetam tanto direta quanto indiretamente à organização.O Planejamento Estratégico refere-se à preparação, ação da empresa. Já o Pensamento Estratégico é ligado à visão. Sendo assim, o importante é ter um planejamento Estratégico, já que o Pensamento Estratégico é fruto do Planejamento.

      Excluir
    2. Inês, concordo de fato o mencionado ficando evidente que as estratégias são frutos de um pensamento qualificado em busca da vantagem competitiva.

      Excluir
  2. A INFLUÊNCIA DO AMBIENTE COMPETITIVO NAS ESTRATÉGIAS DAS SUBSIDIÁRIAS ESTRANGEIRAS DE MULTINACIONAIS BRASILEIRAS

    As Multinacionais de países desenvolvidos encontram na instalação de filiais locais, uma estratégia para acessar tais mercados, e as novas mudanças tecnológicas e políticas facilitaram o surgimento desses novos centros comerciais.
    Diante do novo cenário, destaca-se o desafio em identificar, desenvolver e administrar ganhos no ambiente externo e levá-los para a corporação.
    Dessa forma, questiona-se como as subsidiárias estrangeiras de empresas multinacionais brasileiras avaliam o ambiente competitivo nos países em que atuam, e qual a sua influência no referido ambiente.
    Ressalta-se que há uma grande probabilidade de se criar valor no exterior, pois
    além de se explorar o mercado, a principal meta de qualquer estratégia global deve ser a gestão das grandes diferenças registradas nas fronteiras, sejam estas de caráter geográfico ou não.
    As subsidiárias brasileiras tendem a fazer uma avaliação positiva das condições do ambiente competitivo. Os países desenvolvidos são os que têm o mercado mais exigente e também onde estarão os mais elevados padrões de consumo, porém, a demanda cresce menos acelerada, se comparada aos outros países, acabando por se tornar dispendioso a competição e/ou atuação nesse mercado.
    Logo, faz-se necessário que as empresas identifiquem as vantagens e desvantagens ao optar pela internacionalização, se há flexibilidade para se ajustar aos fornecedores locais, como é o canal de comunicação, enfim, só assim é que se terá uma resposta mais apurada sobre qual caminho trilhar.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o que sugeriu a Inês. O Pensamento estratégico e o planejamento são diferentes entre si, mais não podem ser vistos de forma isolada, pois ambos se complementam. Enquanto o pensamento diz respeito a visão, o horizonte ao qual ambicionamos, o planejamento visa justamente o plano, a ação, ou seja a estrutura de qual será o melhor caminho para se atingir o objetivo final.
    Ainda conforme o post acima, fica evidente que as empresas que possuem um bom planejamento estratégico são aquelas que fazem a coisas acontecerem, pois conhecem a si mesmas e aos seus inimigos.
    Ana Carla

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Carla,



      Então podemos entender pelo relato que o planejamento estratégico está voltado mais para os concorrentes e vantagens adquiridas?

      Excluir
    2. Franco,

      Acredito que o planejamento estratégico não foca apenas as variáveis externas, por outro lado, não tem como obter a excelência organizacional sem considerar as ameaças externas. Dessa forma, posso concluir que o planejamento estratégico não está voltado apenas para os concorrentes e as vantagens competitivas, pois ele beneficia a organização em todas as suas deficiências e dificuldades, sejam elas externas ou internas. Está correto?

      Excluir
    3. Pensamento estratégico é a capacidade da empresa, da equipe, de criar caminhos para antecipar necessidades do mercado e do negócio. Já o planejamento estatégico é a elaboração das estratégias, define a relação entre a organização e o ambiente. Portanto para se elaborar uma estratégia é necessário que haja o pensamento estratégico.

      Excluir
    4. Ana Carla e Tatiane,

      Podemos entender que os pensamentos estão corretos conforme a Tatiane mencionou sobre a previsibilidade de fatos que ocorrerão, temos a inteligência competitiva ou inteligência de mercado que são fundamentais para a eficácia da estratégia no mercado atual.

      Excluir
    5. A visão de Porter apesar de mais complexa, parece mais se aproximar da realidade em que se encontra o cenário mercadológico atual. Ela apresenta teorias mais globalizadas e analíticas, que permitem uma análise mais aprofundada e específica das variáveis organizacionais.

      Apesar disso, não podemos dizer que a abordagem tradicional da administração estratégica é deficiente perante a teoria de Porter, uma vez que a teoria atual ainda está em desenvolvimento, por isso ainda não temos parâmetros para compará-la com a tradicional. Mas, teoricamente falando, fica evidente as diferenças entre ambas, quanto a que mais funciona, somente a prática poderá dizer.

      Excluir
    6. O mundo corporativo sofre mudanças rápidas e repentinas no qual as estratégias necessitam acompanhar as mudanças Porter trabalha neste sentido com enfoque no ambiente externo.

      Excluir
  5. O planejamento estratégico, assim como citado acima, evidencia aquela análise de ambiente externo e interno, um estudo aprofundado de metas impostas pela organização afim de executá-las com êxito. Sem deixar para trás o pensamento estratégico, que posiciona seus envolvidos de qual maneira ou de qual modo devem ser seguidos os próximos passos.
    Sobre a pergunta feita, se o planejamento estratégico está voltado mais para os concorrentes e vantagens adquiridas, tenho a entender que devemos estudar o "inimigo" e saber muito bem com quem estamos atuando no mercado, porem, creio que o planejamento na organização é mais aprofundado em métodos expostos pela própria empresa, mas sem deixar de análisar o ambiente externo composto pelos concorrentes. Deve-se análisar o contexto, toda e qualquer informação nos ambientes da organização são importantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Lucas,


      A menção relatada acima está com enfoque na administração estratégica tradicional, como você entende na atualidade sua aplicabilidade?

      Excluir
  6. Podemos dizer que o planejamento é o processo de analisar uma organização sob vários ângulos, definindo seus rumos por meio de um direcionamento que possa ser monitorado nas suas ações concretas, utilizando-se, para tanto, de um instrumento denominado plano estratégico.
    A estratégia deverá desdobrar-se também indicando as competências organizacionais, ou seja, quais são as capacidades que possuímos coletivamente, ou que precisaremos desenvolver, para podermos alcançar nossa visão.
    Como sugeriu a minha amiga Inês ambas estão interligadas.
    Hoje tenho uma visão mais ampla de quando entrei na faculdade,pois antes eu era funcionaria de uma multi nacional que é completamente mecanizada e não podia fugir daquilo.Já na minha empresa tenho que ter o pensamento estratégico para por em prática o meu planejamento.
    O poder por em pratica tem um gosto de querer mais,como o Sr citou acima hoje eu intendo essa aplicabilidade na na atualidade administração.

    ResponderExcluir
  7. Por trás de um bom planejamento estratégico, há um pensamento estratégico. Pensamento estratégico nada mais é que a capacidade da empresa, da equipe trabalhar de uma maneira integrada, todos sabendo qual o objetivo comum e assim trabalhando para alcançá-lo. Seria a capacidade de pensar e agir estrategicamente. Já o planejamento estratégico, são as ferramentas que serão usadas para se alcançar esse objetivo. Por tanto um complementa o outro para se chegar em um resultado otimizado.

    ResponderExcluir
  8. Caros Amigos,



    É relevante a colocação de cada um. Lembrando que Michael Porter trás uma nova visão sobre as estratégias que podem ser analisadas como uma nova visão do pensamento estratégico.

    ResponderExcluir
  9. Pensamento estratégico é a capacidade da empresa, da equipe, de criar caminhos para antecipar necessidades do mercado e do negócio. Já o planejamento estatégico é a elaboração das estratégias, define a relação entre a organização e o ambiente. Portanto para se elaborar uma estratégia é necessário que haja o pensamento estratégico.

    ResponderExcluir
  10. O Planejamento estratégico é uma ferramenta, um instrumento que possibilita aos gestores direcionar a gestão da empresa, quais produtos ou serviços ela irá oferecer, quais mercados e clientes ela deve atender, entre outras decisões, com a finalidade de aumentar a probabilidade que os objetivos e resultados estabelecidos sejam alcançados.

    Entretanto, dificilmente será possível identificar e prever todos os fatores que comprometerão minha estratégia, uma vez que o ambiente externo é totalmente imprevisível. Desta forma, o planejamento estratégico deve ser um processo contínuo, que necessita ser reavaliado, readaptado, para que a vantagem competitiva seja mantida.

    A visão de planejamento estratégico segundo Porter, é mais complexa, envolve as cinco forças competitivas: o poder de barganha dos fornecedores, dos compradores, as ameaças de produtos substitutos e de novos entrantes, influenciando na rivalidade e concorrência entre as empresas. Diante dessa visão, as empresas devem encontrar o melhor posicionamento, observando a amplitude de um setor, ou a especificidade de um segmento, e diante dessa escolha, se posicionar seja pela diferenciação, pelos custos menores ou pelo foco, para que obtenha vantagem competitiva diante de seus demais concorrentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As estratégias tem como eficácia a vantagem competitiva conforme mencionado, em relação aos fatores que devem ser identificados que comprometem a estratégia devem ser realizados cenários estratégicos que proporcione tais mudanças que altere as estratégias.

      Excluir
  11. Atualmente para uma empresa conseguir sobreviver em um mercado tão competitivo, não basta que ela conheça apenas o mercado onde ela irá atuar e quem são seus concorrentes, ela precisa se conhecer para poder se planejar e não ficar a mercê da concorrência.
    Para que isso ocorra, o administrador da empresa tem que formular um planejamento estratégico,partindo de onde ela está hoje, e estabelecer aonde ela pretende chegar, identificando e fortalecendo seus pontos forte e corrigindo seus pontos fracos
    Com um planejamento estratégico bem definido, pode-se, através do conhecimento de como a empresa se comporta,antecipar as mudanças do mercado sem ser surpreendido por elas por estar sempre preparada para enfrentá-las.

    Aline Ap. de Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline,

      Sobre o mencionado acima poderíamos entender então que os fatores críticos de sucesso podem influenciar nos elementos do planejamento estratégico. O que poderia ser uma transformação constante.

      Excluir
  12. Foi dito em aula que o Planejamento estratégico é o resultado de um Pensamento estratégico, então com isso podemos entender que o administrador deve ter uma visão analítica geral do ambiente interno e externo, levando em consideração os pontos fortes e os pontos fracos da empresa e de seus concorrentes, sem esquecer dos fatores críticos de sucesso que também afetam os resultados negativos ou positivos da organização.
    Sendo assim concordo que os FCS são elementos indispensáveis para a elaboração do plano estratégico; e levando em conta o fato de que esses fatores podem mudar a todo momento é possível afirmar que o plano deve ser constantemente analisado para validar sua viabilidade.
    Klebson de Alcântara

    ResponderExcluir
  13. Sobre o Planejamento Estratégico pode-se dizer que é o processo de analisar uma organização sob vários ângulos, ambiente interno e externo, pontos fortes e fracos, determinando a Missão, Valores, Objetivos,Estratégias, Metas e Ações. A Visão de Porter é mais complexa, permitindo uma análise mais aprofundada e específica das variáveis organizacionais.

    ResponderExcluir
  14. Na composição do planejamento estratégico a ponto mestre é ‘’análise’’ refletida na repartição das principais variantes relacionada à estratégia empresarial, para que assim seja facilitado o seu estudo e compreensão gerando suporte para tomada de decisões fundamentadas em fatos concretos e dados precisos, tendo com objetivo obter o conhecimento de seu ambiente de competição (variantes internas e externas), suas intenções estratégicas (objetivos de longo prazo), cultura da organização e, então traçar objetivos e metas de médio e curto prazo e seus receptivos planos de ação.
    Na composição do pensamento estratégico a ponto mestre é ‘’síntese’’ por meio do agrupamento das variantes concretas e abstratas em um todo, que tem seu fundamento em uma etapa mental intricado com o pensamento não linear, que aborda um volume grande de informações complexas, assumido que os riscos inerentes são naturais, e assim por meio da intuição realiza a tomada de decisão e utiliza de parâmetros como a criatividade para o desenvolvimento de novas diretrizes para a solução de antigos problemas. No pensamento estratégico ter estratégia significa ter embasamento de comportamento ao longo do tempo.
    Em relação à resposta da pergunta em questão, planejamento ou pensamento estratégico?
    Obtive a segunda conclusão que não se trata de uma questão de escolha entre uma ou outra na formulação de estratégias, já que não existem divergências entre os princípios de ambos os pontos.
    Com a etapa do planejamento estratégico, a organização estabelecerá um sistema de gestão estratégica que possibilitará a partir da analise das variantes e dados das tendências do segmento, alinhar as ações das operações cotidianas com objetivos estratégicos.
    Por outro lado, ao utilizar a etapa do pensamento estratégico um ponto vital da competitividade da organização vai sendo desenvolvida que é a ‘’cultura da gestão estratégica’’ que por meio dos lideres e demais membros da organização, apreende o habito da atenção às questões estratégicas, trabalhando as habilidades necessárias e gerando a permanente observação do ambiente e ao realinhamento da operação para o cumprimento da intenção estratégica.
    Assim podemos dizer que a criação de um ‘’sistema estratégico’’ compete ao planejamento e a criação de uma ‘’cultura estratégia’’ compete ao pensamento estratégico, ambos necessário para o desenvolvimento de resultados otimizados na gestão administrativa da organização.

    ResponderExcluir
  15. Na composição do planejamento estratégico a ponto mestre é ‘’análise’’ refletida na repartição das principais variantes relacionada à estratégia empresarial, para que assim seja facilitado o seu estudo e compreensão gerando suporte para tomada de decisões fundamentadas em fatos concretos e dados precisos, tendo com objetivo obter o conhecimento de seu ambiente de competição (variantes internas e externas), suas intenções estratégicas (objetivos de longo prazo), cultura da organização e, então traçar objetivos e metas de médio e curto prazo e seus receptivos planos de ação.
    Na composição do pensamento estratégico a ponto mestre é ‘’síntese’’ por meio do agrupamento das variantes concretas e abstratas em um todo, que tem seu fundamento em uma etapa mental intricado com o pensamento não linear, que aborda um volume grande de informações complexas, assumido que os riscos inerentes são naturais, e assim por meio da intuição realiza a tomada de decisão e utiliza de parâmetros como a criatividade para o desenvolvimento de novas diretrizes para a solução de antigos problemas. No pensamento estratégico ter estratégia significa ter embasamento de comportamento ao longo do tempo.
    Em relação à resposta da pergunta em questão, planejamento ou pensamento estratégico?
    Obtive a segunda conclusão que não se trata de uma questão de escolha entre uma ou outra na formulação de estratégias, já que não existem divergências entre os princípios de ambos os pontos.
    Com a etapa do planejamento estratégico, a organização estabelecerá um sistema de gestão estratégica que possibilitará a partir da analise das variantes e dados das tendências do segmento, alinhar as ações das operações cotidianas com objetivos estratégicos.
    Por outro lado, ao utilizar a etapa do pensamento estratégico um ponto vital da competitividade da organização vai sendo desenvolvida que é a ‘’cultura da gestão estratégica’’ que por meio dos lideres e demais membros da organização, apreende o habito da atenção às questões estratégicas, trabalhando as habilidades necessárias e gerando a permanente observação do ambiente e ao realinhamento da operação para o cumprimento da intenção estratégica.
    Assim podemos dizer que a criação de um ‘’sistema estratégico’’ compete ao planejamento e a criação de uma ‘’cultura estratégia’’ compete ao pensamento estratégico, ambos necessário para o desenvolvimento de resultados otimizados na gestão administrativa da organização.

    ResponderExcluir
  16. A gestão estratégica trata em primeiro lugar da formulação de estratégias que determinem rumos ou formas de atingir objetivos. Essas estratégias são geralmente reunidas e descritas em um plano estratégico, que, por sua vez, é concebido didaticamente a partir de uma análise de cenários, culminando com a elaboração de uma matriz que elucide ameaças e oportunidades, sob os pontos de vista interno e externo à organização.

    ResponderExcluir
  17. ealizadas para que os cenários considerados sejam o mais próximo dos reais. Para se definir um bom planejamento estratégico o administrador precisa ter conhecimento s
    obre a empresa que trabalha, o segmento que ela atua e o mercado de forma micro e macro em que esta inserida, qual as mudanças necessárias, quais as necessidades dos meus clientes, quais são os novos clientes que eu quero atingir.
    Vale ressaltar a importância da postura estratégica adotada pela empresa, para saber como irá atuar no mercado com base nas estratégias definidas, e poder assim atingir
    os resultados esperados e ampliar suas atividades e lucros. Considerando as mudanças constantes no ambiente externo é importante que as empresas fiquem atentas as alterações necessárias em suas estratégias para se atingir de modo eficaz seus objetivos.
    A visão do Planejamento Estratégico segundo Porter, vem abordar uma forma de visão mais ampla, onde outros fatores à serem analisados influenciam
    no sucesso organizacional, além dos identificados em outros métodos de planejamento. Porter sugere um planejamento considerando todas as variáveis que influenciam o ambiente empresarial, sendo eles: o ambiente interno da empresa, seu negócio, ambiente externo, analise das estratégias dos concorrentes, capacidade de produção, entre outros.
    Diante das informações acima considero que as empresas a fi
    m de realizarem seu planejamento estratégico, devem estar atentas as todas as variáveis que podem de alguma forma interferir nas estratégias propostas, uma vez considerando ameaças e oportunidades que o macro mercado oferece, bem como identificando a situação das empresas concorrentes e suas estratégias.

    ResponderExcluir
  18. Franco, desconsidere o anterior, pois não conseguia postar, e acabou saindo errado....

    Segue minhas considerações:


    O Planejamento estratégico pode ser entendido como o conjunto de análises, planos, ações para se definir meios de se alcançar um ou mais objetivos. Desde modo para se definir estas estratégias é necessário que muitas análises sejam realizadas para que os cenários considerados sejam o mais próximo dos reais. Para se definir um bom planejamento estratégico o administrador precisa ter conhecimento sobre a empresa que trabalha, o segmento que ela atua e o mercado de forma micro e macro em que esta inserida, qual as mudanças necessárias, quais as necessidades dos meus clientes, quais são os novos clientes que eu quero atingir.
    Vale ressaltar a importância da postura estratégica adotada pela empresa, para saber como irá atuar no mercado com base nas estratégias definidas, e poder assim atingir os resultados esperados e ampliar suas atividades e lucros. Considerando as mudanças constantes no ambiente externo é importante que as empresas fiquem atentas as alterações necessárias em suas estratégias para se atingir de modo eficaz seus objetivos.
    A visão do Planejamento Estratégico segundo Porter, vem abordar uma forma de visão mais ampla, onde outros fatores à serem analisados influenciam no sucesso organizacional, além dos identificados em outros métodos de planejamento. Porter sugere um planejamento considerando todas as variáveis que influenciam o ambiente empresarial, sendo eles: o ambiente interno da empresa, seu negócio, ambiente externo, analise das estratégias dos concorrentes, capacidade de produção, entre outros.
    Diante das informações acima considero que as empresas a fim de realizarem seu planejamento estratégico, devem estar atentas as todas as variáveis que podem de alguma forma interferir nas estratégias propostas, uma vez considerando ameaças e oportunidades que o macro mercado oferece, bem como identificando a situação das empresas concorrentes e suas estratégias.

    ResponderExcluir
  19. O Planejamento Estratégico define os objetivos da organização a longo prazo, sedo o Planejamento uma ferramenta que ajuda a definir como a organização irá conseguir obter a meta desejada.
    Planejamento é definir os objetivos, Estratégia é o caminho que você irá utilizar para atingir os objetivos.
    Muito se fala de Planejamento Estratégico nas organizações, já que são as medidas positivas que uma organização poderá tomar para enfrentar as ameaças da concorrência, e aproveitar as oportunidades encontradas em seu ambiente, como o atendimento de novas necessidades.
    O planejamento Estratégico ajuda a evitar o risco de falência por má administração da organização, é o planejamento estratégico que irá determinar uma trajetória segura de sucesso para as empresas.
    Já o pensamento estratégico deve estar dentro do planejamento estratégico, pois ele irá auxiliar na elaboração de caminhos e estratégias para que o planejamento possa ser um sucesso.
    GUILHERME TEZOTO SEACA

    ResponderExcluir
  20. Para se conseguir um planejamento estratégico, e necessário entender o ambiente interno, fazer a revisão de suas identidades, qual sua visão, onde quer chegar? Medir os fatores críticos de sucesso, a fim de aproveitar os pontos forte e reduzir os pontos fracos.Com essas análises, ver como o ambiente externo está se comportando, quais suas tendências e suas variações. Diante dessas informações estipular metas e objetivos a serem alcançados e traçar planos estratégicos, acompanhar o seu desdobramento, execução e controle, assim se consegue ter uma visão macro, sendo perceptível se está chegando ao alcance do sucesso organizacional.
    Como foi exposto um planejamento estratégico tem que ter um pensamento estratégico.

    ResponderExcluir
  21. Caros colegas, por meio da análise em sala, de nossa aulas, e dos comentários de vários amigos expressos aqui, fica claro para mim, que a estratégia é uma ferramenta de inteligência que busca facilitar a obtenção dos resultados almejados, fato esse que pode garantir a sobrevivência das organizações no Mercado atual que reflete um cenário cada vez mais competitivo.
    Essa ferramenta trabalha principalmente com o “conhecimento” e “ações táticas” baseadas neste conteúdo, como conhecer o ambiente interno (a si mesmo), desenvolvendo seus pontos fracos e aprimorando seus pontos fortes, conhecer o ambiente externo (os outros e aquilo que cerca a ambos) prever, na medida do possível, o posicionamento dos concorrentes diretos e indiretos as tendências de mercado e comportamento da demanda, e ainda estudar constantemente os fatores que influenciam e contabilizam, para a composição da atmosfera interna e externa, assim se preparando para posicionar-se a tempo e de forma ótima ás constantes mudanças de panorama, em suma trabalhar a relação de evolução e interdependência entre o desenvolvimento do Capital Intelectual em conjunto com a melhoria constante dos fatores críticos de sucesso das organizações, formulando assim um ciclo de tomada de decisões inteligentes e que levem, quanto fatores quanto possível em consideração, para estruturação das atuações, com base nos resultados a que se estipula alcançar.
    Logo, seja baseada nas suas origens bélicas, seja na teoria tradicional, ou mais na atual visão de Porter, em minha análise, acredito que estratégia seja o poder de se adequar as deficiências que temos; conhecer aquilo que vamos enfrentar; focar esforços para atingir um objetivo; e estar pronto para eventuais dificuldades, sempre aproveitando um mix de toda evolução da teoria da estratégia, modificando-se as necessidades de sobrevivência, o que torna está ferramenta cada vez mais vital as organizações para garantir o sua continuação no Mercado.

    ResponderExcluir
  22. Todo planejamento estratégico deve estar voltado para objetivos estabelecidos pela organização. Adequando o pensamento estratégico em função das metas impostas. Porter diz que a estratégia contribui diretamente no posicionamento estratégico e competitivo da organização.
    Para tal, todos os colaboradores devem estar focados em todos os processos e cientes da postura da empresa. De nada adianta métodos revolucionários sendo executados por pessoas com pouco conhecimento.
    Somente se possui um planejamento estratégico através de um pensamento estratégico. Pois é analisando os fatores críticos de sucesso, o ambiente interno e externo, os pontos fortes e fracos, os concorrentes potenciais e no setor, a rivalidade entre as empresas existentes que teremos uma vantagem competitiva.

    ResponderExcluir
  23. O Planejamento Estratégico está ligado à ação das corporações por estarem utilizando-o, e o pensamento estratégico está ligado ao fato de como buscar a melhor maneira para executar essa mesma ação.Portanto ambos devem caminhar juntos.
    O Planejamento Estratégico é a preparação ou avaliação qualitativa e quantitativa para o que vai ou poderá acontecer,ou seja, resume na previsão do futuro em relação às mais diversas variáveis de mercado, utilizando das metodologias ou ferramentas mais adequadas em determinado momento a fim de atingir um resultado otimizado para toda a organização.

    ResponderExcluir
  24. Podemos dizer que planejamento estratégico seria um conjunto de conceitos para ajudar líderes a tomarem decisões a adotarem ações importantes. O planejamento existe para antecipar demandas e necessidades, proporcionar respostas rápidas às crises e enfrentar melhor os riscos e as incertezas. Planejamento, antes de ser uma forma de globalizar, uniformizar e formalizar, é uma forma de se saber tomar decisões, garantindo um sentido de direção mais adequado à organização. Mesmo quando o planejamento não possibilita o direcionamento da organização, seguindo objetivos claros, ensina os dirigentes sobre ausência de informações, demandas externas e capacidade interna de respostas.

    ResponderExcluir
  25. "... não entre na batalha sem antes fazer planos." (Pv.20.18)
    Na atualidade, temos um mercado totalmente competitivo, onde as disputas são acirradas. Demosntrando que o uso de ferramentas como o planejamento estratégico torna-se um diferencial competitivo.
    O VERSículo acima fala de planejamento para se entrar numa guerra. Pois, com tal ação as chances para a vitória são maiores.
    Como comentado em sala de aula, todo planejamento estratégico é fruto de um pensamento estratégico, mas nem todo pensamento estratégico se transformará num planejamento estratégico. O raciocínio antecipado para o planejamento estratégico vem a ser o ideal, pois nele se estruturam as ideias e se avalia a visão, os objetivos a serem alcançados.
    "Não há vento favorável para aquele que não sabe aonde vai (Seneca)." Essa frase demonstra a importancia de se planejar antes de executar. O planejamento levantará tudo o que for necessário para se alcançar o objetivo estipulado. Nele se estudará todo cenário, tanto do ambiente interno, como o ambiente externo, todos os envolventes da empresa.
    Tal ação, levará a empresa Tal ação, levará a empresa ser uma daquelas que "fazem as coisas acontecerem".

    ResponderExcluir
  26. O Planejamento estratégico é um processo gerencial que diz respeito à formulação de objetivos para a seleção de programas de ação e para sua execução, levando em conta as condições internas e externas, visando antecipar o futuro da empresa. Definindo os objetivos das organizações à longo prazo. Já a visão de Porter é mais ampla, pois as empresas devem encontrar seu melhor posicionamento, tendo uma análise mais aprofundada.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. O Planejamento Estratégico é um processo que tende a manter a organização integrada. Desta forma, todas as áreas são co-responsáveis para o sucesso da missão e visão da organização. Todo ambiente organizacional sofre alterações tanto à nível interno como externo, por isso o planejamento estratégico é um processo contínuo, pois caberá a gerência a análise do planejamento e o posicionamento diante das exigências do mercado, bem com as políticas da organização para que este seja fixado realmente como vantagem competitiva.

    ResponderExcluir
  29. Conforme meus colegas comentaram, Planejamento estratégico é uma ferramenta, uma atitude consequente de um Pensamento estratégico.
    Assim, acredito que o pensamento estratégico é um fator critico para o sucesso de um administrador, já que, na minha visão, o PLANEJAMENTO é um fator estático, que já foi formulado considerando uma situação anterior, e é com o PENSAMENTO que são feitas mudanças, adequações ao planejamento, mantendo a empresa sempre competitiva.

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. PUDE CONCLUIR QUE O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO É UMA IMPORTANTÍSSIMA FUNÇÃO ADMINISTRATIVA, E É ATRAVÉS DELA QUE SE REALIZA O PROCESSO DE ANALISE EM UMA ORGANIZAÇÃO DE VÁRIOS ÂNGULOS DEFININDO OS RUMOS POR MEIO DE UM DIRECIONAMENTO QUE POSSA SER MONITORADO, OU SEJA, ONDE O GESTOR JUNTAMENTE COM SUA EQUIPE, VÃO TRAÇAR METAS, PARÂMETROS E OBJETIVOS A SEREM SEGUIDOS.
    AUXILIA OS GESTORES NAS TOMADAS DE DECISÃO, AJUDANDO-O DE FORMA ANTECIPADA, PARA AS MUDANÇAS QUE OCORREM OU POSSAM OCORRER NO MERCADO.
    NO MEU PONTO DE VISTA, PARA QUE NÃO OCORRA O INSUCESSO NA IMPLANTAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, O GESTOR DEVE FAZER A CONTRATAÇÃO CORRETA, CONHECER A CULTURA DOS CONTRATADOS E AS NECESSIDADES NÃO SOMENTE DA ORGANIZAÇÃO COMO TAMBÉM DOS COLABORADORES, VER SE ELES TEM O CONHECIMENTO SUFICIENTE PARA AQUELA DETERMINADA FUNÇÃO. A FIM DE EVITAR A POSSIBILIDADE DE FALHAS NOS PROCESSOS E TER UM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EFICAZ.
    ATT
    AnInhA

    ResponderExcluir
  32. Ola Prof Franco e amigos,
    Conforme já mencionado a tarefa de buscar direcionar todo o conjunto de recursos organizacionais que podem ser representados não apenas pelo o que a organização disponibiliza de forma material, mas também pelos esforços demonstrados pelos colaboradores para o alcance de um desejo coletivo quanto ao futuro, pode ser elaborada com o Pensamento estratégico que proporcionalmente nos remete a ação, a buscar o almejado e para isso nos posicionamos dentro de Planejamento estratégico, onde nossas ações podem ser avaliadas e moldadas conforme a missão e visão da organização.

    ResponderExcluir
  33. Estou vivenciando fatos assim, por maior que pareçam os pensamentos, os preparativos e as pesquisas de campo com concorrentes diretos e indiretos, em praças semelhantes e adversas, o planejamento teima em não corresponder a expectativa. Faz-se previsões baseadas em histórico e pesquisas com um público, calcula-se preços e prazos, mas a realidade torna o planejamento árduo, com resultados não desanimadores, mas superiores as expectativas em boas e más notícias. Assim, estou aprendendo muito com os erros e acertos na prática, buscando sempre diminuir a distância entre pensar e planejar. No meu caso o pensamento foi além do planejado e mostrou uma fragilidade no conhecimento do uso dessas ferramentas.

    ResponderExcluir